Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu,

da parte de Deus, preparada como uma noiva adornada
para o seu marido. Apocalipse 21.2 (NVI)

Destaques

 
A graça de sofrer por Cristo PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.lpc.org.br   
Dom, 29 de Junho de 2014 11:12

salvacao cruz"Porque vos foi concedida a graça de padecerdes por Cristo, e não somente de crerdes Nele.’’ Fp 1.29

A graça que habilita um homem a confiar não é diferente daquela que é concedida para sofrer. A dádiva concedida para conduzir o ser humano ao arrependimento não é de natureza distinta daquela que é concedida para padecer pelo Senhor. Sofrer por Cristo não é fruto de uma mente doentia. Sofrer por Cristo é um privilégio. O curso natural da vida cristã pressupõe que o cristão sofrerá por conta de sua fé. Enfrentar hostilidade por causa de Cristo é uma bem-aventurança.

Feliz aquele que é injuriado ou perseguido por causa de Jesus. Os apóstolos foram perseguidos, presos e açoitados, porém, nunca lhes faltou a graça. Paulo relata que sua vida foi marcada por muitas perseguições. Ele diz: “que variadas perseguições tenho suportado! De todas, entretanto, me livrou o Senhor”. Durante o seu sofrimento, porém, Paulo nunca esteve sozinho. O tempo todo foi ajudado pela graça divina.

Não tenha medo de ser perseguido por causa de Cristo. Ele munirá você com a graça para suportar os flagelos que o mundo lança sobre a sua vida. Foi assim com os profetas, com os apóstolos, com a igreja primitiva, e será assim, com todo aquele que quiser viver piedosamente. Não tenha medo nem fique desanimado. Deus continua concedendo a sua graça, para toda e qualquer situação.

 
Uma oração, dois pedidos PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.lpc.org.br   
Dom, 22 de Junho de 2014 13:03

reflexivo‘’Faze- me ouvir, pela manhã, da Tua graça, pois em Ti confio... porque a Ti elevo a minha alma’’ Sl 143.8

A recomendação bíblica exige que seja feita uma conciliação indissociável entre saber, ouvir e obedecer. O cristianismo histórico tem um conteúdo que informa a mente e transforma a vida, porém, tal informação precisa desembocar numa prática factível. Cristo deseja que as pessoas sejam atingidas pela mensagem que alcança o intelecto e muda o coração. 

Ele valoriza tanto o conhecimento que atrela a vida eterna ao conhecer a Deus: “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (Jo 17. 3). O conhecimento do qual Jesus fala não está desvinculado da fé e da ética. Conhecer é tão necessário quanto ter fé e obedecer. Devemos conhecer, crer e obedecer a palavra de Deus. De sorte que o Senhor repudia o saber que não pode ser medido pela prática.

Sendo assim, não basta ler e ouvir. É preciso guardar aquilo que foi recebido como informação. Só são verdadeiramente felizes aqueles que leem, ouvem e obedecem. Quando as pessoas apenas leem e ouvem, mas não guardam as palavras da profecia, não são verdadeiramente felizes. Você almeja a felicidade? Então leve a sério a recomendação da Escritura. Não seja apenas um ouvinte ou leitor da palavra de Deus. Seja também um operoso praticante daquilo que lê e ouve.

 
Aquele que obedece é feliz PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.lpc.org.br   
Dom, 15 de Junho de 2014 10:36

‘’Bem-aventurados aqueles que lêem e ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas.’’ Ap 1.3

A recomendação bíblica exige que seja feita uma conciliação indissociável entre saber, ouvir e obedecer. O cristianismo histórico tem um conteúdo que informa a mente e transforma a vida, porém, tal informação precisa desembocar numa prática factível. Cristo deseja que as pessoas sejam atingidas pela mensagem que alcança o intelecto e muda o coração. 

Ele valoriza tanto o conhecimento que atrela a vida eterna ao conhecer a Deus: “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (Jo 17. 3). O conhecimento do qual Jesus fala não está desvinculado da fé e da ética. Conhecer é tão necessário quanto ter fé e obedecer. Devemos conhecer, crer e obedecer a palavra de Deus. De sorte que o Senhor repudia o saber que não pode ser medido pela prática.

Sendo assim, não basta ler e ouvir. É preciso guardar aquilo que foi recebido como informação. Só são verdadeiramente felizes aqueles que leem, ouvem e obedecem. Quando as pessoas apenas leem e ouvem, mas não guardam as palavras da profecia, não são verdadeiramente felizes. Você almeja a felicidade? Então leve a sério a recomendação da Escritura. Não seja apenas um ouvinte ou leitor da palavra de Deus. Seja também um operoso praticante daquilo que lê e ouve. 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 6 de 28