Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu,

da parte de Deus, preparada como uma noiva adornada
para o seu marido. Apocalipse 21.2 (NVI)

Destaques

 
Deus trabalha por nós PDF Imprimir E-mail
Escrito por Cada Dia   
Dom, 06 de Abril de 2014 11:15

pegadas-areia“... nem com olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera” Is 64.4

A providência de Deus, muitas vezes, parece carrancuda. Nem sempre o sol brilha no horizonte da nossa vida. Caminhamos por desertos tórridos, vales escuros e pântanos lodacentos. Nessas horas, sentimos uma solidão cruel apertando nosso peito. Sentimo-nos abandonados. Parece que Deus está distante. Nessas horas, as circunstâncias parecem conspirar contra nós. Sentimo-nos encurralados por sentimentos e situações que fogem ao nosso controle.

Sentimo-nos acuados pelo medo e esmagados pelo rolo compressor da angústia. Nessas horas pensamos que Deus está contra nós ou indiferente ao nosso sofrimento. Mas a Bíblia diz que não há Deus como o nosso, que trabalha para aqueles que nele esperam. Ele cavalga nas alturas para a nossa ajuda. Ele faz hora extra por nós, pois, aos seus amados ele dá enquanto dormem. Deus trabalha por nós, pois quando estávamos perdidos, fomos achados; quando estávamos mortos, recebemos vida; quando éramos inimigos fomos reconciliados por meio de Cristo.

Deus trabalha em nós, pois fomos criados em Cristo Jesus e estamos sendo transformados de glória em glória na sua própria imagem pela ação do Espírito Santo. Deus trabalha através de nós, pois fomos criados para as boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que andássemos nelas.

Última atualização em Dom, 06 de Abril de 2014 11:22
 
Uma experiência transcendente PDF Imprimir E-mail
Escrito por Cada Dia   
Dom, 30 de Março de 2014 10:57

adoracao“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito”Ef 5.18

Deus deseja que seus filhos sejam cheios do Espírito. 
O Senhor nos insta a sermos cheios, porque ele é o maior interessado em produzir em nós essa condição. No entanto, precisamos saber que o enchimento do Espírito não se pode produzir em recipiente que está cheio de outra coisa. Como cristãos, muitas vezes estamos pedindo o enchimento do Espírito sem nos darmos conta de que não existe, em nosso ser, espaço necessário para sermos cheios.

A única maneira de experimentarmos o esvaziamento é por meio da cruz. Não me refiro à conversão, mas à negação de si mesmo, onde o nosso eu morre para dar lugar a Deus em nossas vidas. Observando a analogia do vinho aprendemos outra coisa: quando alguém está embriagado, seus sentidos não respondem aos comandos que a mente lhe dá, pois está sob a influência de algo mais forte do que a sua vontade.

Respeitando as devidas proporções, é assim o enchimento do Espírito Santo. No crente será tão marcante a ponto de a carne propor-lhe uma atitude e ser-lhe, indubitavelmente, negada, pois maior é aquele que está nele do que ele mesmo.

 
Precisamos ser pobres PDF Imprimir E-mail
Escrito por Cada Dia   
Dom, 23 de Março de 2014 02:05

homem-orando-a-deusBem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus” Mt 5.3

A primeira bem-aventurança identifica o ponto onde começa toda obra espiritual na vida de um homem: o reconhecimento da pobreza de sua própria condição. Isso é o resultado de um momento de iluminação produzido pelo Senhor, onde desaparece tudo que nos leva a crer que somos alguma coisa. Nos vemos como ele nos vê: em estado de falência espiritual.

Pobreza de espírito não se refere exclusivamente à experiência que, eventualmente, nos conduz à conversão. Não, ela é também uma condição que nos levará de novo ao Senhor. À medida em que transitamos pela vida, uma e outra vez caímos em posturas de soberba e altivez, as quais são contrárias ao espírito do Reino. A única esperança, nestas ocasiões, será voltar a perceber a nossa real situação espiritual.

Não podemos deixar de notar o marcante contraste com os conceitos do mundo, onde os reinos se conquistam com poder e violência, onde não há espaço para os débeis e humildes. No âmbito espiritual, todavia, o Reino de Deus é entregue àqueles, ricos ou pobres, que reconhecem que nada são e que necessitam desesperadamente do Senhor Deus.

Cada Dia - 20/mar

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 10 de 28